Notícias

25 OUT
[TRE-BA dá início às ações da campanha Sinal Vermelho]

TRE-BA dá início às ações da campanha Sinal Vermelho

Iniciativa apoia a luta contra a violência doméstica; primeira etapa começa nesta segunda-feira (25), com treinamento de servidores e terceirizados que atuam nos cartórios eleitorais de todo o estado
 

Redação Fé Católica
[email protected] 

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia dá início, nesta segunda-feira (25), a primeira etapa da Campanha Sinal Vermelho. A iniciativa – da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), associações e tribunais de todo o país – apoia a luta contra a violência doméstica e integra representantes do poder público para que o Brasil deixe de ser o quinto país mais perigoso do mundo para mulheres. 

Assista vídeo da campanha

Acesse cartilha da campanha

A partir desta segunda, servidores e requisitados dos cartórios eleitorais de todo o estado terão um treinamento eletrônico sobre o tema. O objetivo, explica a desembargadora eleitoral Zandra Parada, é despertar a consciência dos colaboradores da Justiça Eleitoral baiana para a urgência do tema.

“O Tribunal abraça essa causa, que foi agravada com a pandemia, e se compromete a enfrentá-la, preparando, cada vez mais, os seus colaboradores”, afirma a juíza, que é presidente da Comissão de Valorização das Mulheres na Política do TRE-BA. Durante o treinamento, que será realizado pela plataforma Moodle, os participantes terão acesso à cartilha Sinal Vermelho, atualizada pelo Eleitoral baiano.

Dever de todos

Na avaliação da Secretária-Geral da presidência, Thaís Habib, a campanha é um instrumento de denúncia contra a violência doméstica e também de conscientização. Simbolizada por um X marcado em mãos femininas, a intenção é permitir, de forma discreta, a identificação das vítimas. “O TRE-BA estará pronto para reconhecer essas mulheres e colaborar com o enfrentamento da cultura de agressões que, infelizmente, ainda é uma realidade em nossa sociedade”.

Além da capacitação dos colaboradores que atuam diretamente com o público, a primeira etapa do TRE-BA na campanha Sinal Vermelho investirá na comunicação interna e externa. Cartazes serão espalhados pela sede e por outras unidades do Tribunal, que também publicará conteúdos diversos em suas redes sociais.

O contexto da pandemia de Covid-19, no qual os casos de feminicídio cresceram 22% no país, segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, também irá nortear as ações do TRE-BA na campanha. A desembargadora Zandra Parada observa que, “embora não seja competência da Justiça Eleitoral julgar casos de violência doméstica, o enfrentamento é um dever de toda a sociedade”.

“Essa campanha é mais um instrumento de combate à violência doméstica que faz deste um compromisso de toda a população. Todos têm o dever de ajudar a vítima, mesmo quando essa vítima ainda não tem consciência da necessidade de denunciar o agressor”, completa.

 

Foto: Reprodução / Prefeitura de Campo Grande